Enviar lista por e-mail

Boleto Bancário

O boleto deve ser impresso após a finalização do pedido, pois não enviamos via correio.

A data de vencimento do boleto é de 5 dias corridos após o fechamento do pedido, após esta data ele perderá a validade. Na impossibilidade de imprimí-lo, faça o pagamento do boleto pelo Home Banking do seu banco. Para isso, utilize o código de barra localizado na parte superior esquerda da ficha de compensação do boleto. Não é possível pagar seu boleto atravéz de DOC, transferência e depósito para a conta indicada neste boleto.

Abaixo estão os prazos para confirmação de pagamento do seu pedido, de acordo com a forma de pagamento do boleto.
Pago em dinheiro no Banco Bradesco: 1 dia útil
Pago em dinheiro em outros Bancos: 2 dias úteis
Pago em cheque no Banco Bradesco:
- Cheque abaixo de R$ 300 = 2 dias úteis
- Cheque acima de R$ 300 = 1 dia útil.
Pago em cheque em outros Bancos: 5 dias úteis.

Encontre A Fremax

Point Map Endereço:
Rua: Anaburgo, 5.600
Joinville. SC - Brasil

21/05/2019

4 dicas de como economizar na mecânica do carro

A manutenção é um dos aspectos mais importantes para quem tem um veículo. Esse cuidado permite que o automóvel esteja sempre pronto para rodar naquela viagem incrível ou para aquele compromisso imperdível. Ao mesmo tempo, é uma tarefa que pode custar caro. Para evitar que o orçamento fique no vermelho, é essencial saber como economizar na mecânica do carro.

Ao lutar contra pequenos vícios na condução e realizar certos cuidados por conta própria, fica fácil prevenir problemas que geram grandes custos. Além de tudo, é um jeito de ficar longe daqueles gastos imprevistos e que abalam o orçamento.

Quer saber como agir? Veja 4 dicas simples para economizar na manutenção do veículo e entenda como proceder.


1. Faça a verificação do fluido de arrefecimento

A mecânica de um veículo é repleta de líquidos, óleos e outros fluidos. Eles servem, por exemplo, para lubrificar e evitar o desgaste de peças. Também ajudam na execução de certas funções e, por isso, devem ser mantidos em níveis ideais.

O fluido de arrefecimento é um dos mais importantes porque diminui a temperatura do motor. Ele “rouba” parte do calor gerado com a combustão e garante que as peças possam funcionar da melhor maneira.

Com o tempo, acontece de o nível baixar. Vazamentos também podem ser a causa dessa perda, que deve ser observada. Para não deixar esse problema passar batido, cheque o nível do fluido com frequência.

Confira a marcação do reservatório e veja se a quantidade é a ideal. Caso o volume esteja abaixo do esperado, adicione o fluido recomendado pela fabricante do veículo.

O melhor é fazer essa verificação de tempos em tempos, mas ela é essencial antes de uma viagem ou de um uso intenso. Mas fique atento: só faça a checagem quando o motor estiver frio, combinado?


2. Não deixe o motor fundir!

Já pensou estar no meio daquele passeio incrível ou a caminho do trabalho e o motor do carro simplesmente fundir? Essa é uma dor de cabeça e tanto e ainda gera custos muito elevados.

Como a intenção é economizar na mecânica do carro, é importante garantir o uso na temperatura adequada. Essa fusão acontece quando existe um problema no sistema de arrefecimento. Como as peças são metálicas, o sobreaquecimento faz com que algumas entrem no estado líquido. O processo une diversos componentes do motor e prejudica o seu funcionamento.

O primeiro passo, como dissemos, é cuidar do nível do líquido de arrefecimento. Ele é um dos elementos mais importantes para manter a temperatura na faixa adequada e deve estar no nível ideal.

Além disso, fique de olho nos demais componentes. Confira se o sistema tem algum furo ou rachadura, pois essas ocorrências geram vazamento do fluido. Caso encontre qualquer problema, será mais barato reparar do que trocar o motor por completo.

Essa medida deve ser associada a outras, de modo a gerar um resultado melhor. Veja quais são!

Abasteça em postos de qualidade

A gasolina adulterada ou de procedência duvidosa impacta o motor negativamente. Ela pode corroer peças e atrapalhar o processo de arrefecimento, o que leva à fusão. Em vez de escolher apenas o posto mais barato, busque opções confiáveis e com combustível de qualidade.

Cuide da lubrificação

Quanto menor ou pior for a lubrificação, maior é o atrito. Esse movimento gera calor e pode levar ao motor fundido. Então, mantenha o nível adequado de lubrificante e use um produto limpo e de boa qualidade.

Fique de olho no nível de água

O reservatório de água também é essencial para diminuir a temperatura do motor. Com a quilometragem, é normal que seu nível se reduza. Para evitar problemas, confira o nível semanalmente e reponha conforme o necessário — mas nunca use o líquido da torneira ou o efeito será o oposto.

Mantenha a revisão em dia

Já que a intenção é economizar na mecânica do carro, não dá para deixar de visitar o mecânico regularmente para um check-up. Não abra mão da revisão para verificar se é preciso fazer alguma mudança.


3. Realize a manutenção preventiva de forma adequada

Para gastar menos, recomendamos executar a manutenção preventiva. Ela é feita antes que surja alguma falha, o que evita a necessidade de corrigir e pagar mais para isso.

Para os donos de veículos 0 km, a notícia é boa. Normalmente, os carros saem de fábrica com um cronograma de revisões nas autorizadas. Basta segui-lo para não ter maiores problemas.

Se o seu automóvel, por qualquer motivo, não tiver esse cronograma, é hora de colocar a mão na massa. Veja qual é a validade dos principais componentes, como discos de freios, velas, baterias e amortecedores. A partir disso, faça uma média para saber a periodicidade para realizar visitas no mecânico.

Caso tenha alguma dúvida ou não consiga encontrar as informações, sugerimos procurar o seu profissional de confiança. Experiente e capacitado, ele poderá ajudá-lo a montar um calendário adequado e que gere economia.


4. Use menos a embreagem para aumentar sua vida útil

Lembra-se dos vícios de condução que citamos, lá no começo? Pois é, a forma como você dirige impacta alguns componentes e faz com que os gastos com a mecânica sejam maiores. Reconhecê-los é a alternativa certa para deixar de cometê-los, concorda?

Um desses vícios tem a ver com o uso da embreagem. Muitos motoristas acionam o pedal mesmo quando o carro está parado. É algo que aumenta o desgaste no componente e diminui a sua vida útil.

Para adiar a troca, o melhor é deixar o automóvel em ponto morto e manter o pé descansado. Isso evita prejuízos à mola do diafragma, que perde flexibilidade e eficiência com o uso. Como todo o sistema depende do movimento desse elemento, o ideal é ter cuidado para impedir uma troca precoce.

Com as dicas certas, você tem a chance de economizar na mecânica do carro e ficar sempre no azul. Não dê bobeira na manutenção do seu veículo e use as nossas recomendações para deixar tudo em pleno funcionamento!


Gostou das dicas e quer ler mais textos como este? A nossa parceira Fras-le te ensina como fazer a manutenção do seu carro por conta própria, confira.