Enviar lista por e-mail

Boleto Bancário

O boleto deve ser impresso após a finalização do pedido, pois não enviamos via correio.

A data de vencimento do boleto é de 5 dias corridos após o fechamento do pedido, após esta data ele perderá a validade. Na impossibilidade de imprimí-lo, faça o pagamento do boleto pelo Home Banking do seu banco. Para isso, utilize o código de barra localizado na parte superior esquerda da ficha de compensação do boleto. Não é possível pagar seu boleto atravéz de DOC, transferência e depósito para a conta indicada neste boleto.

Abaixo estão os prazos para confirmação de pagamento do seu pedido, de acordo com a forma de pagamento do boleto.
Pago em dinheiro no Banco Bradesco: 1 dia útil
Pago em dinheiro em outros Bancos: 2 dias úteis
Pago em cheque no Banco Bradesco:
- Cheque abaixo de R$ 300 = 2 dias úteis
- Cheque acima de R$ 300 = 1 dia útil.
Pago em cheque em outros Bancos: 5 dias úteis.

Encontre A Fremax

Point Map Endereço:
Rua: Anaburgo, 5.600
Joinville. SC - Brasil

| Novidades

  • 18/11/2020

    FRAS-LE & FREMAX informam: Stock Car, etapas de Goiânia (GO)

    Ver mais

    Goiânia será a sede do penúltimo encontro da temporada 2020 da Stock Car. O final de semana será mais uma vez de rodada valendo por duas etapas, a décima e a 11ª, com três corridas programadas: uma no sábado (21), com 40 minutos mais uma volta de duração, e as duas habituais no domingo (22), ambas de 30 minutos mais uma volta e com a inversão dos dez primeiros colocados da primeira para a largada da segunda.


    É um ponto de definição do campeonato, uma vez que 144 pontos ainda  estão na mesa – 84 em Goiânia e 60 em Interlagos, na grande final de 13 de dezembro, que será de corrida única e pontuação dobrada. E quem chega à capital goiana desfrutando do status de líder é Thiago Camilo. O piloto da Ipiranga Racing foi o verdadeiro matador da etapa anterior em Curitiba (PR): duas pole positions e duas vitórias em três corridas; desempenho que lhe alçou da quinta posição na tabela para a ponta com 222 pontos, 24 a mais que o vice-líder Ricardo Zonta e 26 a mais que Rubens Barrichello – os dois últimos, vencedores em Goiânia na abertura da atual temporada.


    A pista em si representa sempre um desafio técnico, especialmente aos freios, cujos conjuntos de discos e pastilhas são fornecidos pela FREMAX e pela FRAS-LE, respectivamente. Isso porque, historicamente, Goiânia apresenta altas temperaturas tanto ambiente como de asfalto. Somado a isso o fato de o traçado de 3.835 metros promover altíssima competitividade, com os carros andando muito próximos um do outro, o que dificulta a refrigeração dos freios – especialmente nos novos carros de 2020, que apresentam maior peso e menor pressão aerodinâmica no auxílio às frenagens.


    Das sete curvas, quatro são cruciais em termos de requisição dos freios. A curva 1 faz os pilotos reduzirem a velocidade de 250 para 136 km/h – de sexta para terceira marcha -, utilizando uma pressão de 100 bar (o equivalente a pouco mais de 100 quilos/cm³) sobre o pedal do freio. Na curva 2, os pilotos reduzem de 223 para 94 km/h, de quinta para segunda, com alta pressão no pedal (cerca de 95 bar).


    A curva 5 é a de velocidade mais baixa da pista, com redução de 197 para 78 km/h na primeira perna do “esse”, e a chamada curva “zero”, que é a sétima e última do circuito, obriga os pilotos a reduzirem a velocidade de 205 para 97 km/h, de quinta para segunda marcha e uma pressão de 98 bar no pedal do freio.


    Os treinos livres acontecem na sexta-feira (20) às 9h05 e às 13h40. No sábado (21), os pilotos vão direto ao classificatório da décima etapa às 9 horas e a prova tem largada às 12h15; no domingo (22), classificação às 9 horas e duas corridas: a primeira às 11 horas e a segunda às 11h55. Todos os classificatórios e corridas serão transmitidos ao vivo pelo canal SporTV2.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.


    Fala, piloto!

    “Também é uma pista de média para alta velocidade, com uma reta longa, e entre as curvas há longos trechos de aceleração. Muito exigente para os freios, acho que até mais que Curitiba. Na minha opinião, é a segunda pista que mais exige do conjunto dos freios, logo depois do Velocitta. O desgaste de pneus é mais acentuado por causa da demanda para a tração. Os carros mudaram muito desde a primeira etapa, e estamos ansiosos por manter o bom desempenho apresentado em Curitiba”.

    (Thiago Camilo, Ipiranga Racing, Toyota Corolla #21)


    A pista de Goiânia na ótica da FRAS-LE & FREMAX

    “Com uma reta bastante longa, de mil metros, Goiânia traz alguns pontos de bastante exigência com os freios, como nas curvas 1, 2, 5 e 7, em que o piloto aplica uma pressão próxima de 100 quilos sobre o pedal do freio, sempre reduzindo as velocidades em mais de 100 km/h dentro de pouquíssimos metros. Além disso, as temperaturas, tanto ambiente como da pista, são historicamente altas e o circuito promove muita competitividade, com os carros andando muito próximos o tempo todo, o que representa uma restrição na refrigeração dos freios. É um traçado de média para alta velocidade, com poucos pontos de baixa velocidade”.

    (André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE & FREMAX)



    PROGRAMAÇÃO DAS ETAPAS

    Sexta-feira, 20 de novembro

    09h05 – 10h15: 1º Treino Livre

    13h40 – 14h50: 2º Treino Livre

    Sábado, 21 de novembro

    09h00 – 09h35: Classificatório 10ª etapa

    12h15: Largada 10ª etapa (40 minutos + 1 volta)

    Classificação e corrida com transmissão ao vivo pelo SporTV2

    Domingo, 8 de novembro

    09h00 – 09h35: Classificatório 11ª etapa

    11h00: Largada Corrida 1 da 11ª etapa (30min+1volta)

    11h55: Largada Corrida 2 da 11ª etapa (30min+1volta)

    Classificação e corridas com transmissão ao vivo pelo SporTV2


    CALENDÁRIO 2020

    10ª e 11ª etapas – Goiânia, 21 e 22 de novembro

    12ª etapa – São Paulo, 13 de dezembro



    Para mais informações
    Cleber Bernuci – P1 Media Relations
    imprensa@p1media.com.br – (19) 992 222 517

  • 05/11/2020

    FRAS-LE & FREMAX informam: Stock Car, etapas de Curitiba (PR)

    Ver mais

    O Autódromo Internacional de Curitiba, localizado na cidade de Pinhais, na região metropolitana da capital paranaense, é a sede de mais uma etapa dupla da temporada 2020 da Stock Car. A oitava e nona etapas acontecem neste sábado (7) e domingo (8). O circuito, que recebeu alguns testes de pré-temporada no primeiro semestre de 2020, volta a receber uma etapa da categoria após um hiato de um ano.


    Como aconteceu em Cascavel (PR), no início de outubro, Curitiba receberá três corridas – uma no sábado, valendo pela oitava etapa, e duas no domingo, pela nona. É o antepenúltimo encontro da temporada, uma vez que restarão as etapas de Goiânia, também dupla, nos dias 21 e 22 de novembro, e a final em São Paulo dia 13 de dezembro no Autódromo de Interlagos.


    Serão 84 pontos em jogo em Curitiba – 30 ao vencedor da corrida de sábado, 30 da primeira prova de domingo e mais 24 da segunda disputa do dia. Para um campeonato apertado, a expectativa é de variações na classificação geral, a exemplo do que aconteceu em Cascavel, quando a liderança mudou de mãos. O top-10 da temporada no momento tem Cesar Ramos na liderança com 172 pontos e carregando 30 quilos de lastro; em segundo, o curitibano Ricardo Zonta, com 158 pontos e 25 quilos. Ricardo Maurício é o terceiro colocado, apenas quatro pontos atrás de Zonta e cinco quilos a menos; em quarto, Rubens Barrichello leva 15 quilos por seus 149 pontos. Thiago Camilo, em quinto com 148, carregará lastro de dez quilos, enquanto Gabriel Casagrande (133), Allam Khodair e Daniel Serra (131), Átila Abreu (128) e Rafael Suzuki (119) são os dez maiores pontuadores da temporada até aqui.


    O traçado de 3.695 metros é bastante técnico e bastante exigente com os freios. A reta de Curitiba é uma das maiores entre os circuitos do país, com 980 metros de comprimento e na qual os carros chegam a picos de velocidade em torno dos 250 km/h, ajudados também pela alta velocidade da chamada Curva Zero, que antecede a reta principal, e que é contornada entre 120 e 130 km/h.


    As curvas 1 e 2, que formam um S, são contornadas a baixas velocidades, menos de 100 km/h após uma redução de quase 150 km/h na frenagem mais forte da volta: são cerca de 101 bar de pressão aplicada ao pedal de freio para reduzir a velocidade de 250 para 100 km/h em questão de 80 metros, baixando da sexta para a segunda marcha.


    Há outros pontos de forte frenagem, que tornam o autódromo paranaense um dos mais exigentes com os freios: a curva 4, com redução de 220 para 100 km/h; a curva 6 de 195 para 78 km/h e a curva 9 – também conhecida como Curva Zero – de 200 para 120 km/h.


    As atividades de pista começam na sexta-feira (6), com um shakedown e dois treinos livres. No sábado acontece um breve treino de 15 minutos e a primeira classificação do final de semana, que terá início às 9 horas, com transmissão ao vivo do SporTV 2. A oitava etapa da temporada tem largada marcada para às 11 horas, também ao vivo no SporTV 2. No domingo a programação começa com mais um treino pré classificatório com 15 minutos de duração. A classificação acontece às 9 horas. Às 11 horas será a largada da corrida 1 e a prova 2 começa às 11h55. O SporTV 2 também mostrará ao vivo a classificação e as duas corridas de domingo.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.


    Fala, piloto!

    “Curitiba possui um traçado desafiador, com curvas de alta e baixa velocidade, grandes desacelerações e retomadas. Isso faz com que essa pista seja uma das preferidas de muitos pilotos e comigo não é diferente. O S de baixa no final da reta é uma freada muito forte. Temos o Pinheirinho, que é uma curva mais lenta. O S de alta na saída do miolo também é um dos pontos mais legais do traçado, que além de desafiador me traz boas lembranças, pois foi lá que conquistei minha primeira vitória na Stock Car”.

    (Lucas Foresti, Vogel Motorsport, Chevrolet Cruze #12)


    A pista de Curitiba na ótica da FRAS-LE & FREMAX

    “Traçado com curvas de alta velocidade, de raios longos e poucas referências visuais, o que exige uma correta dosagem dos freios para manter o carro no trajeto correto. Além disto, Curitiba possui uma das maiores retas dos circuitos brasileiros, com 980 metros, a qual exige uma frenagem muito forte (alta desaceleração, fazendo o freio atingir temperaturas bastante elevadas nestes pontos) no final da reta principal. Soma-se a isso o fato de haver pelo traçado diferentes texturas da superfície (como concreto na reta e diferentes tipos de asfalto no restante) e também algumas ondulações, o torna as frenagens ainda mais desafiadoras”.

    (André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE & FREMAX)

  • 15/10/2020

    Fras-le, Fremax e Controil participam de mais um evento junto aos mecânicos!

    Ver mais

    A Fras-le, Fremax e Controil confirmaram presença no 4º Congresso Brasileiro do Mecânico, que acontecerá no dia 24/10, de forma 100% digital e gratuita.  Este é o primeiro grande evento do segmento totalmente on-line, será um dia inteiro de conteúdo técnico exclusivo, capacitação e contato, ao vivo, com profissionais  do setor, montadoras e autopeças. E o público poderá interagir com especialistas e conhecer as  novidades e produtos da indústria em estandes virtuais, podendo acompanhar de onde estiver, pelo celular ou computador.  


    As inscrições podem ser feitas pelo site www.congressodomecanico.com.br. Acompanhe as redes sociais das empresas  para ficar por dentro de mais detalhes.

  • 15/10/2020

    FRAS-LE & FREMAX informam: Stock Car, etapa de Mogi Guaçu (SP)

    Ver mais
    A Stock Car faz, neste final de semana em Mogi Guaçu, a 175 quilômetros de São Paulo, a sétima etapa da temporada 2020. O autódromo do Velocitta, com seu seletivo traçado de 3.438 metros, é um dos mais exigentes com os freios da categoria. São duas retas curtas, o que minimiza o tempo de refrigeração do sistema. A FRAS-LE e a FREMAX, fornecedores oficiais de pastilhas e discos de freio, classificam o traçado como nível 4 em termos de exigência com o sistema, levando-se em conta uma classificação de 1 para a menos exigente e 5 para a mais exigente.

    Apesar da possibilidade de chuva, a previsão do tempo aponta temperaturas máximas de até 35 graus no Velocitta, aumentando o desafio de pilotos e equipes na gestão do sistema de freios. As pastilhas FRAS-LE e os discos FREMAX são projetados dentro do maior rigor de segurança, durabilidade e eficiência, suportando temperaturas de até 850 e 720 graus, respectivamente.

    O campeonato chega agitado depois da etapa dupla de Cascavel (PR), realizada há duas semanas. Na ocasião, Rubens Barrichello chegou como líder e saiu na quinta colocação, e César Ramos, que chegara ao oeste paranaense em quarto na tabela, subiu à liderança com 14 pontos de vantagem para Ricardo Zonta, vice-líder e o único piloto a ter vencido mais de uma prova na temporada, que mostra um equilíbrio há muito não visto na principal categoria do automobilismo brasileiro: das nove largadas realizadas até agora, oito pilotos diferentes venceram corrida – Ricardo Zonta, Rubens Barrichello, Nelsinho Piquet, Rafael Suzuki, Ricardo Maurício, Thiago Camilo, Bruno Baptista e Daniel Serra.

    A pista recebe já na sexta-feira (16) o primeiro treino livre, a partir das 13h35. No sábado (17), a segunda sessão acontece às 8h40 e terá transmissão ao vivo pelo YouTube oficial da categoria. A classificação para definição do grid de largada começa às 12h15 e será mostrada ao vivo no canal SporTV2. No domingo (18), as luzes vermelhas se apagam para a sétima etapa da Stock Car às 11 horas – a segunda corrida tem largada às 11h55 -, também com transmissão ao vivo pelo SporTV2.

    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.

    Fala, piloto!
    “Com certeza é uma das pistas que mais exigem do freio. Quando corremos lá, geralmente o clima é bem quente, o que já exige bastante do sistema, ainda mais por ser uma pista estreita e de retas curtas, que trazem pouca refrigeração aos freios. Quando se está no meio do pelotão é difícil de “achar” vento para refrigerar. Temos freadas fortes em descida, como na curva do Saca-Rolha, que a gente reduz de quinta para segunda marcha”.
    (Julio Campos, Crown Racing, Chevrolet Cruze #4)

    A pista do Velocitta na ótica da FRAS-LE & FREMAX
    “O Velocitta tem u ma belíssima estrutura e asfalto excelente. Seu traçado com 14 curvas e um bom mix de subidas e descidas. As freadas tornam-se mais técnicas e fortes nas descidas para que o piloto mantenha a trajetória correta e não perca tempo nas curvas. E devido ao fato de ser um traçado com retas curtas, os freios são ainda mais exigidos por haver menos tempo para refrigeração durante a volta, a qual se passa quase ¼ do tempo freando”.
    (André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE & FREMAX)

    7ª Etapa – Stock Car 2020
    MOGI GUAÇU (SP)
    Autódromo Velocitta
    Extensão: 3.438 metros
    Sentido: anti-horário
    Curvas: 14 (5 à direita e 9 à esquerda)

    Características técnicas (nível 1 a 5 do menor para o maior):
    Abrasividade do asfalto: 3
    Força lateral: 2
    Nível de exigência dos freios: 4
    Pneu mais exigido: traseiro direito

    Inauguração: 16 de junho de 2012
    Previsão climática: Tempo ensolarado, mas também com previsão de pancadas de chuva, com máxima de 35 graus
    Pole positions em 2019*: Thiago Camilo, 1min27s926 e 1min28s501
    Vencedores em 2019*: Thiago Camilo, Ricardo Zonta e Bruno Baptista
    *O Velocitta recebeu duas etapas em datas distintas em 2019

    PROGRAMAÇÃO DA 7ª ETAPA
    Sexta-feira, 16 de outubro
    10h00 – 10h10 – Shakedown Stock Light
    11h05 – 11h35 – 1º treino Stock Light – Grupo 01
    11h45 – 12h15 – 1º treino Stock Light – Grupo 02
    12h30 – 12h40 – Shakedown Stock Car
    13h35 – 14h05 – 1º treino Stock Car – Grupo 01
    14h15 – 14h45 – 1º treino Stock Car – Grupo 02
    15h40 – 16h10 – 2º treino Stock Light – Todos os carros

    Sábado, 17 de outubro
    08h40 – 09h10 – 2º treino Stock Car – 1º Grupo
    09h20 – 09h50 – 2º treino Stock Car – 2º Grupo
    10h05 – 10h35 – 3º treino Stock Light – 1º Grupo
    10h45 – 11h15 – 3º treino Stock Light – 2º Grupo
    12h15 – 12h50 – Classificação Stock Car
    13h05 – 13h20 – Classificação Stock Light
    16h00 – Largada 4ª etapa Stock Light – Corrida 01, 30 minutos + 1 volta

    Domingo, 18 de outubro
    11h00 – Largada 7ª etapa Stock Car, Corrida 01 – 30 minutos + 1 volta
    11h55 – Largada 7ª etapa Stock Car, Corrida 02 – 30 minutos + 1 volta
    13h20 – Largada 4ª etapa Stock Light, Corrida 02 – 30 minutos + 1 volta

  • 07/10/2020

    Pesquisa FRAS-LE & FREMAX revela as técnicas de frenagem dos pilotos da Stock Car

    Ver mais

    Apesar do talento, da precisão e da velocidade exigidas para se domar um carro de corrida, independentemente de sua potência, peso ou tamanho, cada piloto tem seu estilo próprio de condução. O carro da Stock Car, que apesar de ter os três pedais como nos carros de rua manuais – com acelerador, freio e embreagem -, possibilita aos pilotos a escolha de qual pé usar no procedimento de frenagem, já que a embreagem só é usada quando o carro é colocado em movimento depois de engatada a 1ª marcha.


    Pilotos que passaram pelo kart – onde não há como não frear com o pé esquerdo, porque a coluna de direção serve como uma divisória entre os dois pedais -, e categorias de monopostos (fórmulas), geralmente optam mais pelo uso do pé esquerdo, embora alguns, ao ingressarem na Stock Car, tenham voltado a usar o pé direito. Maior pressão (esquerdo) e maior precisão (direito) são os fatores fundamentais na escolha da maioria dos pilotos.


    “O freio de um carro de corrida vai além da função de promover a desaceleração; ele pode ser usado para ajudar a corrigir uma trajetória ou uma tendência do carro em determinado tipo de curva, como os subesterços (saídas de frente), e dentro desse universo, cada piloto se adapta de um jeito e faz a sua escolha por usar um ou outro pé”, aponta André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE e FREMAX.


    “No final de uma curva de raio longo, às vezes há alguma tendência de a frente do carro começar a seguir uma trajetória indesejada – normalmente seguindo a inércia. Então, o piloto dá apenas um toque leve no freio – aí, geralmente com o esquerdo, para não parar de acelerar na saída – para corrigir essa direção. No entanto, quem freia com o pé esquerdo usa mais pressão e consegue manter alguma aceleração para carregar velocidade para dentro das curvas; quem freia com o direito traz uma tendência a demonstrar um desgaste menor das pastilhas de freio e também se traduzindo até mesmo em economia de combustível. Mesmo assim, ele também consegue manter alguma aceleração para entrar na curva, mas usando o calcanhar, em uma técnica mundialmente conhecida como punta-taco, em que a frente do pé está no freio e a parte de trás no acelerador. No fim das contas, em termos de performance, os dois estilos se equivalem”, explica Brezolin.


    Dos 24 pilotos que responderam à pesquisa FRAS-LE & FREMAX, 15 optam pelo uso do pé esquerdo; sete pelo pé direito e dois que variam o uso dos pés dependendo do tipo de curva ou de pista.


    Freiam com o pé direito: Átila Abreu, Marcos Gomes, Rubens Barrichello, Thiago Camilo, Cacá Bueno, Júlio Campos e Lucas Foresti.

    Freiam com o pé esquerdo: Diego Nunes, Gaetano di Mauro, Pedro Cardoso, Bruno Baptista, Denis Navarro, Gabriel Casagrande, Allam Khodair, Ricardo Zonta, Daniel Serra, Nelsinho Piquet, Galid Osman, Matías Rossi, Guilherme Salas, Cesar Ramos e Rafael Suzuki.

    Variam o pé na frenagem: Ricardo Maurício e Tuca Antoniazi.

    Abaixo, o que cada um deles respondeu e justificou:


    #70 DIEGO NUNES

    Chevrolet Cruze, Blau Motorsport

    “Freio com o pé esquerdo porque acostumei assim desde a Fórmula Renault. É mais rápido. E na GP2 não tinha como frear com o direito, só com esquerdo. Então foi uma adaptação bem rápida e tranquila. No carro de rua às vezes uso o direito e às vezes o esquerdo. Então, freio com o pé esquerdo desde de 2003”.


    #11 GAETANO DI MAURO

    Chevrolet Cruze, Vogel Motorsport

    “Sempre com o pé esquerdo, desde o kart. É algo automático: no carro de rua freio com o pé direito, mas assim que entro em um carro de corrida, instintivamente o esquerdo é o que age no freio”.


    #43 PEDRO CARDOSO

    Chevrolet Cruze, RMattheis Motorsport

    “No carro da Stock eu freio com o pé esquerdo, mas é uma escolha dos pilotos. Em alguns casos, os pilotos podem até fazer variação para trabalhar economia de combustível. Não foi uma adaptação demorada, porque no kart eu já freava com o esquerdo, e depois nos carros de fórmula também. Acho que se eu tivesse que mudar para o pé direito, aí sim precisaria me adaptar. No carro de rua, o correto e mais seguro é frear com o pé direito”.


    #44 BRUNO BAPTISTA

    Toyota Corolla, RCM Motorsport

    “Eu freio com o pé esquerdo no Stock Car e com o direito no carro de rua. Desde o kart eu freio com o pé esquerdo porque é impossível usar o outro. Então, em todos os carros de competição eu sempre fui com o esquerdo: tenho mais sensibilidade e força na freada. No carro de rua, por conforto, vou com o direito e deixo o esquerdo descansando. Na estrada, vez ou outra acabo freando com o esquerdo”.


    #5 DENIS NAVARRO

    Chevrolet Cruze, Cavaleiro Sports

    “Em todos os carros de competição que já pilotei e piloto eu só uso o pé esquerdo nas frenagens. No carro de rua, por questão de conforto e comodidade, freio com o direito como quase todos os motoristas”.


    #28 GALID OSMAN

    Chevrolet Cruze, Shell V-Power

    “Freio com o pé esquerdo desde o kart. No carro de rua, normalmente uso o direito, mas se há alguma situação que exija um reflexo mais rápido, eu vou direto com o esquerdo para frear”.


    #83 GABRIEL CASAGRANDE

    Chevrolet Cruze, RMattheis Motorsport

    “Nas ruas eu freio com o pé direito; no carro da Stock Car, como em qualquer outro carro de corrida, eu freio com o pé esquerdo”.


    #4 JULIO CAMPOS

    Chevrolet Cruze, Crown Racing

    “Freio com o direito porque economizava muito combustível na época do câmbio sequencial de alavanca. Aí fiquei bem acostumado. No carro de rua freio com os dois pés, mas normalmente mais com o esquerdo”.


    #18 ALLAM KHODAIR

    Chevrolet Cruze, Blau Motorsport

    “Sempre com o pé esquerdo, em todas as categorias nas quais corro e corri – inclusive no carro de rua – desde que seja automático”.


    #80 MARCOS GOMES

    Chevrolet Cruze, Cavaleiro Sports

    “Freio com o direito porque quando corri na Stock Light não era possível frear com o esquerdo.  No carro de rua também, com o direito. Já nos carros de GTs, freio com o pé esquerdo”.


    #10 RICARDO ZONTA

    Toyota Corolla, RCM Competições/Shell Racing

    “Freio com o pé esquerdo em tudo, no Stock Car e no carro de rua. Sempre usei o pé esquerdo para frear, a vida toda”.


    #90 RICARDO MAURÍCIO

    Chevrolet Cruze, Eurofarma-RC Competições

    “Uso o pé direito para freadas mais fortes, mas em algumas curvas de alta velocidade eu freio com o pé esquerdo. Nas frenagens mais fortes, tenho mais sensibilidade para não bloquear as rodas; em curvas de alta velocidade prefiro pé esquerdo para ajudar no posicionamento do carro. No carro de rua eu vario dependendo do dia”.


    #29 DANIEL SERRA

    Chevrolet Cruze, Eurofarma-RC Competições

    “Freio sempre com o pé esquerdo”.


    #111 RUBENS BARRICHELLO

    Toyota Corolla, Mobil ALE Full Time Sports

    “No Stock Car eu freio com o pé direito; no meu carro de rua eu uso o esquerdo”.


    #54 TUCA ANTONIAZI

    Chevrolet Cruze, Hot Car Competições

    “Depende da pista. Normalmente eu freio com o pé direito, mas em pistas mais curtas, como o Velopark, eu freio mais com o esquerdo. Mas no carro de rua é sempre com o direito, para deixar o esquerdo descansando”.


    #0 CACÁ BUENO

    Chevrolet Cruze, Crown Racing

    “Sempre com o pé direito, seja no Stock Car ou no carro de rua”.


    #51 ÁTILA ABREU

    Chevrolet Cruze, Shell V-Power/Crown Racing

    “Já freei com o pé esquerdo na Stock Car, e depois de um tempo, por causa de balanço do carro e economia de combustível, eu passei a frear com o direito, e sigo assim até hoje. No carro de rua também uso o direito, porque tem mais sensibilidade”.


    #12 LUCAS FORESTI

    Chevrolet Cruze, Vogel Motorsport

    “No Stock Car eu não vejo tanta vantagem em frear com o pé esquerdo. Acho que é mais questão de se habituar. No grid isso é bem dividido. Eu uso o pé direito para frear, mas usava o esquerdo quando corria de fórmula”.


    #33 NELSINHO PIQUET

    Toyota Corolla, Texaco Full Time Bassani

    “Sempre freei com o pé esquerdo. Carro de corrida foi feito para isso. Já nos carros de rua, eu uso o direito”.


    #117 MATÍAS ROSSI

    Toyota Corolla, TGR Full Time Sports

    “Eu freio com o pé esquerdo, desde o kart, porque gosto mais e me sinto mais cômodo e seguro. O direito é só para acelerar. No carro de rua, uso o direito. Só que no carro de corrida o feeling é melhor com o esquerdo para mim. Minha adaptação ao carro da Stock foi muito boa; as frenagens do carro da Stock Car são bem fortes”.


    #85 GUILHERME SALAS

    Chevrolet Cruze, KTF Sports

    “Desde o kart, onde não há outra alternativa a não ser frear com o pé esquerdo, eu faço isso. Então, frear com o pé esquerdo se tornou algo natural para mim, mas no carro de rua eu uso o pé direito”.


    #30 CESAR RAMOS

    Toyota Corolla, Ipiranga Racing

    “Desde quando passei a correr de fórmula na Europa, eu fui instruído a usar o pé esquerdo para frear. Inclusive na World Series, que foi a última categoria de fórmula que eu corri antes de vir para a Stock Car, o carro só tem dois pedais, porque a embreagem é atrás do volante, acionada na mão, e os pedais têm uma separação que tornava impossível usar o pé direito para frear. No Stock, embora eu possa ter essa opção, preferi manter usando o esquerdo – até consegui usar o direito, mas preferi continuar freando com o pé esquerdo porque não houve nenhuma diferença de desempenho. Acostumei tanto que em carro de rua automático eu também freio com o pé esquerdo”.


    #21 THIAGO CAMILO

    Toyota Corolla, Ipiranga Racing

    “Só uso o pé direito para o freio, tanto no carro de rua como na Stock Car”.


    #8 RAFAEL SUZUKI

    Toyota Corolla, Full Time Bassani

    “Freio com o pé esquerdo desde o kart, e quando comecei a pilotar os fórmulas foram raras as vezes que eu tive de frear com o direito, pois foram poucos carros que tive de usar embreagem, diferente dos mais antigos. Mas consigo usar o direito também; não acho que haveria alguma perda de desempenho. No carro de rua, mesmo sendo automático, freio com o direito. O esquerdo tem a questão da pressão, mais forte, e o direito, especialmente para quem é destro como eu, ajuda mais na precisão”.


    A Stock Car disputa no final de semana dos dias 17 e 18 de outubro, em Mogi Guaçu (SP), no autódromo do Velo Città, a sétima e a oitava etapas da temporada 2020.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.

    Crédito foto: Vanderley Soares
  • 30/09/2020

    FREMAX & FRAS-LE informam: Stock Car, etapas de Cascavel (PR)

    Ver mais

    Cascavel, no oeste do Paraná, recebe neste final de semana duas etapas da Stock Car. Em calendário remodelado em virtude da pandemia do novo coronavírus, a principal categoria do automobilismo brasileiro fará três corridas em um único encontro, que valerá pela quinta e sexta etapas de 2020. A programação terá atividades de pista apenas no sábado (3) e domingo (4), começando com treinos livres, classificação e uma corrida da quinta etapa, e no dia seguinte, a classificação e duas corridas válidas pela sexta etapa. O evento terá o suporte da Copa Truck, que fará a quinta etapa da temporada e terá toda a programação da sexta-feira (2) para seus treinos livres.


    As características do traçado de 3.058 metros agradam à grande maioria dos pilotos. Curvas de raio longo e de alta velocidade, subidas e descidas, fazem do Autódromo Zilmar Beux um dos mais apreciados do país. A pole position registrada em 2019, por Gabriel Casagrande com 1min01s861, teve uma média de velocidade de 177,8 km/h. E justamente por ter mais curvas rápidas, o nível de exigência dos freios não é tão alto como em outras pistas do calendário.


    Tanto as classificações de sábado e domingo, como as corridas, terão transmissão ao vivo pelo canal SporTV2. O segundo treino livre da Stock Car, no sábado, será transmitido pelo YouTube oficial da categoria. A corrida de sábado, válida pela quinta etapa, terá 40 minutos mais uma volta de duração; as de domingo, da sexta etapa, terão, cada uma, 30 minutos mais uma volta - após a primeira disputa, invertem-se os dez primeiros colocados para o grid da segunda prova.



    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.


    Fala, piloto!

    “Em Cascavel temos só uma curva com freada bastante forte, que é a última do traçado. No restante, usamos o freio de uma forma bem suave, na entrada do Bacião, no meio do S na freada para a curva 3. Acho que agora os novos carros já estão mais adaptados, as equipes entenderam melhor. Em Londrina não tivemos nenhum problema de freio mesmo com as altas temperaturas que tivemos lá. Como em todas as pistas que estamos indo neste ano, a tendência é recolher o ponto de freada em uns 50 metros na comparação com o ano passado, justamente por causa da baixa pressão aerodinâmica que temos nos carros novos. Assim, talvez no Bacião vamos ter de frear um pouquinho mais; e na curva dois, onde não costumávamos usar os freios, talvez tenhamos de usar um pouco agora. Então, vamos usar os freios um pouco mais, mas não será nenhum problema”.

    (Gabriel Casagrande, RMattheis, Chevrolet Cruze #83)


    A pista de Cascavel na ótica da FRAS-LE & FREMAX

    “É uma pista de alta velocidade com curvas desafiadoras e rápidas, na qual o freio tem o papel de manter o controle dos carros nas curvas de alta. É um traçado que não exige altas solicitações dos freios e, consequentemente, não temos altas temperaturas nestes componentes. Destaque para trechos como a curva do Bacião, a primeira do circuito, onde os carros entram nela próximos dos 200 km/h”.

    (André Brezolin, engenheiro de projeto FRAS-LE & FREMAX)


    5ª e 6ª Etapas – Stock Car 2020

    CASCAVEL (PR)

    Autódromo Internacional Zilmar Beux

    Extensão: 3.058 metros

    Sentido: anti-horário

    Curvas: 7 (2 à direita e 5 à esquerda)


    Características técnicas (nível 1 a 5 do menor para o maior):

    Abrasividade do asfalto: 3

    Força lateral: 5

    Nível de exigência dos freios: 2


    Inauguração: 7 de agosto de 1970

    Previsão climática: Tempo ensolarado, com máxima de 31 graus

    Pole position em 2019: Gabriel Casagrande, 1min01s861

    Vencedores em 2019: Felipe Fraga e Átila Abreu


    PROGRAMAÇÃO DAS ETAPAS:

    Sexta-feira, 2 de outubro

    13h00 – 13h30: 1º Treino Livre – Copa Truck

    14h30 – 15h00: 2º Treino Livre – Copa Truck

    16h00 – 16h30: 3º Treino Livre – Copa Truck


    Sábado, 3 de outubro

    08h00 – 08h15: Shakedown – Stock Car

    08h30 – 09h00: 1º Treino Livre (Grupo 1) – Stock Car

    09h10 – 09h40: 1º Treino Livre (Grupo 2) – Stock Car

    10h40 – 11h10: 2º Treino Livre (Grupo 1) – Stock Car (ao vivo YouTube)

    11h20 – 11h50: 2º Treino Livre (Grupo 2) – Stock Car (ao vivo YouTube)

    13h20 – 13h52: Qualifying – 5ª Etapa – Stock Car (ao vivo SporTV2)

    16h00: Corrida da 5ª Etapa – Stock Car (ao vivo SporTV2)

    17h00 – 17h30: Qualifying – Copa  Truck

    17h35 – 17h45: Top Qualifying – Copa  Truck


    Domingo, 4 de outubro

    09h00 – 09h32: Qualifying – 6ª Etapa – Stock Car (ao vivo SporTV2)

    11h15: Corrida 1 – 6ª Etapa – Stock Car (ao vivo SporTV2)

    12h10: Corrida 2 – 6ª Etapa – Stock Car (ao vivo SporTV2)

    13h35: Corrida 1 – Copa Truck (ao vivo SporTV2)

    14h15: Corrida 2 – Copa Truck (ao vivo SporTV2)

    Para mais informações
    Cleber Bernuci – P1 Media Relations
    imprensa@p1media.com.br – (19) 992 222 517
    Crédito foto: Duda Bairros


  • 23/09/2020

    Fremax e Fras-le estão entre as melhores marcas de autopeças para reparação de veículos

    Ver mais

    Apontadas pelos associados do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos de São Paulo entre as melhores nas linhas de discos e pastilhas de freio, as marcas Fremax e Fras-le foram agraciadas na 11ª edição do Prêmio Sindirepa-SP. Pelo segundo ano consecutivo, a Fremax recebeu a distinção ouro na categoria Melhor Disco de Freio. Já a Fras-le recebeu o selo bronze na categoria Melhor Pastilha de Freio. O 11º Prêmio Sindirepa-SP teve os resultados conhecidos em evento transmitido via internet na noite desta terça-feira (22/09). 


    A premiação contemplou as marcas vencedoras em 18 categorias de produtos e serviços, segundo a pesquisa realizada pela Central de Inteligência Automotiva (Cinau), envolvendo 259 reparadores do Estado de São Paulo. Criado em 2009, o Prêmio Sindirepa-SP já é uma referência para o mercado de reposição. Para chegar ao resultado das marcas vencedoras foram avaliados vários quesitos, como qualidade, disponibilidade e atendimento. 

  • 14/09/2020

    FRAS-LE & FREMAX informam: Rafael Suzuki e Ricardo Maurício vencem em Londrina na Stock Car

    Ver mais

    Um domingo de ineditismos em Londrina (PR) na quarta etapa da temporada 2020 da Stock Car. Rafael Suzuki conquistou sua primeira vitória na categoria, na primeira corrida do dia, e o bicampeão Ricardo Maurício venceu a primeira do Chevrolet Cruze em 2020. As corridas tiveram 36 graus de temperatura ambiente e 43 graus registrados na temperatura do asfalto, tornando a estratégia de pneus determinante e bastante variada entre os pilotos.


    Na primeira corrida, Thiago Camilo largou da pole position, mas cometeu um erro nos estágios iniciais da prova e acabou perdendo posições. Gabriel Casagrande passou a liderar a prova até a rodada de pit stops, mas a estratégia de Suzuki com o Toyota Corolla da Full Time Bassani foi mais eficiente e o piloto do carro #8 saiu à frente e assim permaneceu até a bandeira quadriculada. Casagrande e Camilo completaram o pódio.


    Décimo colocado na prova 1, Ricardo Maurício largou na frente com a inversão dos dez primeiros do grid e foi superior durante toda a disputa, mesmo parando para trocar dois de seus quatro pneus nas duas provas, imprimindo um ritmo que impediu a aproximação de Rubens Barrichello, o segundo colocado. Nelsinho Piquet ficou em terceiro no pódio depois que Bruno Baptista foi punido com o acréscimo de cinco segundos em seu tempo de prova por ter tocado justamente Piquet em disputa de posição.


    Então líder da temporada, Ricardo Zonta sofreu com o lastro de 30 quilos imposto pelo regulamento e foi 11º e 13º nas duas provas, caindo da liderança para o segundo lugar na tabela, apenas cinco pontos atrás do novo líder Rubens Barrichello. Com a vitória, Ricardo Maurício subiu para terceiro, superando Cesar Ramos, então vice-líder.


    A Stock Car volta a se reunir nos dias 3 e 4 de outubro para a quinta etapa da temporada 2020 em Cascavel, também no Paraná.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da principal categoria do automobilismo brasileiro desde 2016 e 2004, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade.


    Fala, piloto!

    “Só tenho a agradecer. A máscara está tampando o tamanho do meu sorriso pela primeira vitória. O time mandou muito bem na estratégia, estávamos no lugar certo e na hora certa. Demorou seis anos, mas valeu a pena. Faz parte do processo, estou aprendendo e agora que ganhei uma vou querer ganhar mais. Ainda mais na corrida 1, sem grid invertido, não podia ser mais especial”.

    (Rafael Suzuki, Full Time Bassani, Toyota Corolla, #8)


    “Um final de semana positivo para nós. Primeira vitória do Chevrolet esse ano, um carro com o qual estamos sofrendo um pouco com velocidade. Precisamos de um carro um pouco mais competitivo para brigar pelo título. O regulamento é esse, então temos que trabalhar com estratégia e ser ousados para somar o maior número possível de pontos. Ousamos hoje e deu certo”.

    (Ricardo Maurício, Eurofarma-RC, Chevrolet Cruze #90)


    “Foi um dia muito quente e muito competitivo. Saio daqui feliz, com 48 anos e olhando para a molecada, um suando, outro mancando... Estou muito feliz, líder do campeonato. Eu queria muito ter dado a vitória ao meu filho Fefo, que fez 15 anos, mas está valendo”.

    (Rubens Barrichello, Mobil Full Time, Toyota Corolla #111)


    Resultado da Corrida 1:

    1 . Rafael Suzuki (Corolla), 24 voltas

    2 . Gabriel Casagrande (Cruze), a 6.043

    3 . Thiago Camilo (Corolla), a 12.810

    4 . Cesar Ramos (Corolla), a 13.698

    5 . Átila Abreu (Cruze), a 15.218

    6 . Nelson Piquet Jr (Corolla), a 16.745

    7 . Rubens Barrichello (Corolla), a 17.828

    8 . Allam Khodair (Cruze), a 18.977

    9 . Julio Campos (Cruze), a 19.750

    10 . Ricardo Mauricio (Cruze), a 20.411

    11 . Ricardo Zonta (Corolla), a 20.807

    12 . Diego Nunes (Cruze), a 28.816

    13 . Cacá Bueno (Cruze), a 37.531

    14 . Denis Navarro (Cruze), a 37.983

    15 . Daniel Serra (Cruze), a 1 volta

    16 . Lucas Foresti (Cruze), a 1 volta

    17 . Bruno Baptista (Corolla), a 1 volta

    18 . Pedro Cardoso (Cruze), a 1 volta

    19 . Tuca Antoniazi (Cruze), a 1 volta

    20 . Galid Osman (Cruze), a 1 volta

    21 . Gaetano di Mauro (Cruze), a 2 voltas

    22 . Marcos Gomes (Cruze), a 5 voltas

    23 . Guilherme Salas (Cruze), a 13 voltas

    24 . Matias Rossi (Corolla), a 15 voltas


    Resultado da Corrida 2:

    1 . Ricardo Mauricio (Cruze), 24 voltas

    2 . Rubens Barrichello (Corolla), a 5.331

    3 . Bruno Baptista (Corolla), a 7.433

    4 . Nelson Piquet Jr (Corolla), a 10.470

    5 . Gabriel Casagrande (Cruze), a 10.790

    6 . Gaetano di Mauro (Cruze), a 16.132

    7 . Átila Abreu (Cruze), a 18.941

    8 . Cacá Bueno (Cruze), a 20.116

    9 . Pedro Cardoso (Cruze), a 24.250

    10 . Daniel Serra (Cruze), a 24.640

    11 . Thiago Camilo (Corolla), a 28.504

    12 . Matias Rossi (Corolla), a 28.715

    13 . Ricardo Zonta (Corolla), a 30.611

    14 . Julio Campos (Cruze), a 31.318

    15 . Diego Nunes (Cruze), a 31.333

    16 . Allam Khodair (Cruze), a 48.237

    17 . Tuca Antoniazi (Cruze), a 1:14.135

    18 . Lucas Foresti (Cruze), a 2 voltas

    19 . Denis Navarro (Cruze), a 4 voltas

    20 . Rafael Suzuki (Corolla), a 5 voltas

    21 . Cesar Ramos (Corolla), a 15 voltas

    22 . Guilherme Salas (Cruze), a 20 voltas

    23 . Marcos Gomes (Cruze), a 23 voltas

    24 . Galid Osman (Cruze),  não largou


    Vencedores até o momento na temporada:

    Goiânia: Ricardo Zonta (Toyota) e Rubens Barrichello (Toyota)

    São Paulo: Nelsinho Piquet (Toyota) e Ricardo Zonta (Toyota)

    Londrina: Rafael Suzuki (Toyota) e Ricardo Maurício (Chevrolet)


    Classificação do campeonato, após quatro etapas (Top-10):

    1. Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), 105

    2. Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 100

    3. Ricardo Maurício (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 99

    4. Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 97

    5. Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 83

    6. Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 78

    7. Atila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 75

    8. Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 72

    9. Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 68

    10. Gabriel Casagrande (RMattheis/Chevrolet Cruze), 60


    Foto: Vanderley Soares

  • 13/09/2020

    FRAS-LE & FREMAX apresentam: Thiago Camilo, o pole position da Stock Car em Londrina

    Ver mais

    Thiago Camilo larga da pole position para a quarta etapa da temporada 2020 da Stock Car, que acontece neste domingo (13) em Londrina (PR). O piloto do Toyota Corolla da equipe Ipiranga Racing dominou a sessão e sacramentou o primeiro lugar no grid com o tempo de 1min12s078. Em segundo, e fechando a dobradinha do time comandado por Andreas Mattheis, o vice-líder do campeonato, Cesar Ramos.


    Rafael Suzuki, da Full Time, colocou seu Corolla na terceira posição, seguido pelos Chevrolet Cruze do paranaense Gabriel Casagrande e do paulista Ricardo Maurício. Rubens Barrichello em sexto, o tricampeão Daniel Serra, Allam Khodair, Julio Campos e Denis Navarro fecham os dez primeiros do grid.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da principal categoria do automobilismo brasileiro desde 2016 e 2004, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade.


    Fala, piloto!

    “Estou feliz demais em largar novamente na pole position aqui e mais ainda com a evolução da equipe no desenvolvimento desse novo carro nesses três fins de semana da temporada. Tivemos pouquíssimos treinos em função da pandemia e o que nossa equipe melhorou em relação à abertura da temporada, em Goiânia, é impressionante. O plano agora é brigar pela vitória amanhã”.

    (Thiago Camilo, Ipiranga Racing, Toyota Corolla #21)


    Grid de largada:

    1 #21 Thiago Camilo (Corolla), 1:12.078

    2 #30 César Ramos (Corolla), 1:12.267 a 0.189

    3 #8 Rafael Suzuki (Corolla), 1:12.451 a 0.373

    4 #83 Gabriel Casagrande (Cruze), 1:12.453 a 0.375

    5 #90 Ricardo Mauricio (Cruze), 1:12.499 a 0.421

    6 #111 Rubens Barrichello (Corolla), 1:12.537 a 0.459

    7 #29 Daniel Serra (Cruze), 1:12.541 a 0.463

    8 #18 Allam Khodair (Cruze), 1:12.543 a 0.465

    9 #4 Julio Campos (Cruze), 1:12.658 a 0.580

    10 #5 Denis Navarro (Cruze), 1:12.698 a 0.620

    11 #70 Diego Nunes (Cruze), 1:12.698 a 0.620

    12 #10 Ricardo Zonta (Corolla), 1:12.811 a 0.733

    13 #33 Nelson Piquet (Corolla), 1:12.877 a 0.799

    14 #85 Guilherme Salas (Cruze), 1:13.285 a 1.207

    15 #12 Lucas Foresti (Cruze), Sem tempo

    16 #51 Átila Abreu (Cruze), 1:12.803 a 0.683

    17 #0 Cacá Bueno (Cruze), 1:12.818 a 0.698

    18 #44 Bruno Baptista (Corolla), 1:12.851 a 0.731

    19 #28 Galid Osman (Cruze), 1:12.868 a 0.748

    20 #117 Matias Rossi (Corolla), 1:12.910 a 0.790

    21 #80 Marcos Gomes (Cruze), 1:12.950 a 0.830

    22 #11 Gaetano di Mauro (Cruze), 1:13.060 a 0.940

    23 #43 Pedro Cardoso (Cruze), 1:13.370 a 1.250

    24 #54 Tuca Antoniazi (Cruze), 1:14.774 a 2.654


    Vencedores até o momento na temporada:

    Goiânia: Ricardo Zonta e Rubens Barrichello

    São Paulo: Nelsinho Piquet e Ricardo Zonta


    Classificação do campeonato, após três etapas (Top-10):

    1. Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 82

    2. Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 78

    3. Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), 71

    4. Ricardo Maurício (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 64

    5. Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 50

    6. Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 50

    7. Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 46

    8. Atila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 44

    9. Daniel Serra (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 42

    10. Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 41


    Foto: Vanderley Soares

  • 12/09/2020

    FRAS-LE & FREMAX apresentam: Resultado do treino livre da Stock Car desta sexta-feira em Londrina

    Ver mais

    Muito calor nesta sexta-feira (11) de treino livre em Londrina (PR), palco da quarta etapa da temporada 2020 da Stock Car. Com 34 graus de temperatura ambiente e 45ºC no asfalto no horário da sessão (das 13 horas às 14h10). Um cenário completamente diferente do de três semanas atrás, quando na etapa dupla de Interlagos, em São Paulo, que compreendeu a Corrida do Milhão Solidário no dia 23 de agosto, o clima era chuvoso e com temperaturas variando entre 11 e 18 graus.


    Mas o quente cenário londrinense pode ter ajudado a colocar um paranaense na frente: Gabriel Casagrande, da equipe RMattheis, foi o mais rápido do dia com o tempo de 1min12s325 com seu Chevrolet Cruze, 0,256 segundo mais rápido que Cesar Ramos, segundo no treino e na classificação do campeonato. Julio Campos, Thiago Camilo e Galid Osman fecharam os cinco mais velozes do dia.


    Líderes do campeonato, Ricardo Zonta, Cesar Ramos e Rubens Barrichello são os que carregam mais peso em seus carros, o chamado lastro de sucesso. Novidade no regulamento da Stock Car para este ano, os cinco primeiros colocados da classificação geral do campeonato são obrigados a levar peso extra como forma de aumentar a competitividade. O primeiro colocado carrega 30 quilos; o segundo, 25; o terceiro, 20; o quarto, 15 e o quinto 10 quilos.


    O sábado (12) traz mais uma sessão de treinos livres pela manhã, das 8 às 9h10 – com transmissão no YouTube oficial da Stock Car -, e a classificação para definição do grid de largada às 11h15, que será transmitida ao vivo no canal SporTV2.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da principal categoria do automobilismo brasileiro desde 2016 e 2004, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade.


    Fala, piloto!

    “Eu senti uma evolução com o novo pacote técnico para o nosso carro (Cruze), ainda acho que ele perde um pouco na reta para os Toyota, mas tive um desempenho bom. Amanhã deve ser um dia bom para nós também, tendo em vista que fizemos o treino hoje no mesmo horário que será o classificatório amanhã, isso me deixa bastante confiante. Ainda teremos um treino pela manhã (no sábado), mas acho que não terá muito parâmetro por conta da temperatura mais baixa”.

    (Gabriel Casagrande, RMattheis, Chevrolet Cruze #83)


    O que dizem os líderes do campeonato:

    “Carregamos um lastro de 30 quilos e, nesse primeiro treino, não sabemos por que as freadas estão tão difíceis. É preciso trabalhar e analisar os dados para ver o que está acontecendo, perdemos muita aderência. A temperatura pode estar atrapalhando bastante, mas é para todos. Precisamos trabalhar para ver onde evoluir, nesse perfil no qual o lastro acaba interferindo bastante na pista para nós. Pode ser que o lastro esteja atrapalhando, pois não estávamos andando com ele e agora estamos. Mas perdi a aderência do carro, não sei se pelo lastro ou pela temperatura”.

    (Ricardo Zonta, Shell RCM, Toyota Corolla #10) 30 kg de lastro


    “O peso atrapalha um pouco nas frenagens. Tenho que frear um pouco mais cedo e o lastro faz o carro demorar um pouco mais para parar. É física, uma reação natural. Não tem jeito. Quanto às temperaturas, isso pode ser que na corrida faça a gente sofrer um pouco mais, mas não acredito que vá fazer grande diferença na preservação das pastilhas, por exemplo. É tudo questão de performance”.

    (Cesar Ramos, Ipiranga Racing, Toyota Corolla #30) 25 kg de lastro


    “Nós temos um regulamento em que o peso dos carros já cresceu. Isso já traz uma dificuldade maior no uso dos freios. Natural. Carregar 30 quilos a mais, 20, 10, é carregar um lastro que nunca fez bem para os joelhos, então imagine isso para um carro. No fim das contas, o carro já é mais pesado”

    (Rubens Barrichello, Mobil Full Time, Toyota Corolla #111) 20 kg de lastro


    Os treinos de sexta de Londrina na ótica da FRAS-LE & FREMAX

    “Quanto maior o peso que o carro carrega, maior vai ser a dificuldade na desaceleração. Pelo que vimos nos treinos também, as temperaturas altas interferem bastante na aderência. Então, se o contato dos pneus com o solo é dificultado por estes fatores, a frenagem se torna mais desafiadora e as equipes trabalham nos ajustes dos carros justamente para dar as melhores condições possíveis a seus pilotos trazendo configurações que possibilitem o uso pleno, eficiente e seguro dos freios, que suportaram muito bem, como esperado, as altas temperaturas deste dia de treinos em Londrina”.

    (André Brezolin, engenheiro de projeto, FRAS-LE & FREMAX)


    Resultado do treino livre desta sexta-feira (11) em Londrina (PR):

    1. #83 Gabriel Casagrande (Cruze), 1:12.325

    2. #30 Cesar Ramos (Corolla), 1:12.581 - a 0.256

    3. #4 Julio Campos (Cruze), 1:12.657 - a 0.332

    4. #21 Thiago Camilo (Corolla), 1:12.851 - a 0.526

    5. #28 Galid Osman (Cruze), 1:12.953 - a 0.628

    6. #29 Daniel Serra (Cruze), 1:12.957 - a 0.632

    7. #12 Lucas Foresti (Cruze), 1:13.020 - a 0.695

    8. #85 Guilherme Salas (Cruze), 1:13.046 - a 0.721

    9. #51 Átila Abreu (Cruze), 1:13.064 - a 0.739

    10. #33 Nelson Piquet Jr (Corolla), 1:13.172 - a 0.847

    11. #5 Denis Navarro (Cruze), 1:13.195 - a 0.870

    12. #44 Bruno Baptista (Corolla), 1:13.239 - a 0.914

    13. #0 Cacá Bueno (Cruze), 1:13.297 - a 0.972

    14. #18 Allam Khodair (Cruze), 1:13.305 - a 0.980

    15. #11 Gaetano di Mauro (Cruze), 1:13.457 - a 1.132

    16. #70 Diego Nunes (Cruze), 1:13.471 - a 1.146

    17. #117 Matias Rossi (Corolla), 1:13.496 - a 1.171

    18. #43 Pedro Cardoso (Cruze), 1:13.511 - a 1.186

    19. #80 Marcos Gomes (Cruze), 1:13.522 - a 1.197

    20. #8 Rafael Suzuki (Corolla), 1:13.550 - a 1.225

    21. #90 Ricardo Mauricio (Cruze), 1:13.765 - a 1.440

    22. #111 Rubens Barrichello (Corolla), 1:13.979 - a 1.654

    23. #10 Ricardo Zonta (Corolla), 1:14.075 - a 1.750

    24. #54 Tuca Antoniazi (Cruze), 1:15.147 – a 2.822


    PROGRAMAÇÃO DA ETAPA:

    Sábado, 12 de setembro

    08h00 – 08h30: 2º Treino Livre (Grupo 1) Stock Car (YouTube da Stock Car)

    08h40 – 09h10: 2º Treino Livre (Grupo 2) Stock Car

    11h15 – 11h50: CLASSIFICAÇÃO STOCK CAR (Transmissão ao vivo SporTV2)


    Domingo, 13 de setembro

    12h30: CORRIDA 1 – STOCK CAR (Transmissão ao vivo SporTV2)

    13h25: CORRIDA 2 – STOCK CAR (Transmissão ao vivo SporTV2)


    Vencedores até o momento na temporada:

    Goiânia: Ricardo Zonta e Rubens Barrichello

    São Paulo: Nelsinho Piquet e Ricardo Zonta


    Classificação do campeonato, após três etapas (Top-10):

    1. Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 82

    2. Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 78

    3. Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), 71

    4. Ricardo Maurício (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 64

    5. Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 50

    6. Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 50

    7. Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 46

    8. Atila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 44

    9. Daniel Serra (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 42

    10. Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 41


    Foto: Vanderley Soares

  • 11/09/2020

    FRAS-LE & FREMAX apresentam: Stock Car, etapa de Londrina

    Ver mais

    O Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR), recebe neste final de semana a quarta etapa da temporada 2020 da Stock Car. O traçado da pista localizada na bela cidade do norte paranaense tem 3.146 metros de extensão, com duas retas e um mix de curvas em subidas e descidas.


    O circuito tem duas retas relativamente longas, que promovem as maiores velocidades e, consequentemente, as maiores exigências de frenagem: cerca de 230 km/h na reta principal, de onde na freada se reduz para cerca de 90 km/h; e na reta oposta, onde os carros atingem até 240 km/h e reduzem para algo em torno de 110 km/h na curva 7.


    O desafio para pilotos e equipes consistirá no gerenciamento dos freios, uma vez que a previsão do tempo aponta para temperaturas máximas de até 35 graus; no asfalto, de alta abrasividade, a temperatura deverá superar os 50 graus.


    A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da principal categoria do automobilismo brasileiro desde 2016 e 2004, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. 


    Fala, piloto!

    “A pista de Londrina é uma das mais difíceis da temporada por ser muito exigente com o equipamento pelo fato de se ter muitas curvas e duas retas não muito longas. Então o carro acaba sendo submetido a muitas forças, seja por temperatura de motor, câmbio e freios, porque não se tem muito fluxo de ar limpo justamente pelo fato de as retas não serem muito longas e promoverem o resfriamento adequado de certas partes do carro. Mecanicamente, o traçado castiga bastante o carro com as ondulações do asfalto e as zebras altas, afetando mais a suspensão e os amortecedores; o asfalto abrasivo desgasta muito os pneus. As frenagens das curvas 1 e 7, que são depois das retas, são feitas em dois tempos: o piloto aplica uma primeira pressão no pedal, alivia um pouco e a aplica novamente dentro das curvas. São características e dificuldades que tornam a pista de Londrina um traçado tão técnico e uma das corridas mais difíceis da temporada”.

    (Átila Abreu, Shell V-Power, Chevrolet Cruze #51)


    A pista de Londrina na ótica da FRAS-LE & FREMAX

    “O nível de exigência dos freios de um carro da Stock Car é bastante alto por natureza. Soma-se a isso as altas temperaturas e o fato de os novos carros desta temporada contarem com menor pressão aerodinâmica e maior  peso no eixo dianteiro em comparação com o modelo do ano passado; nestas novas condições, a tendência é que os pontos de frenagens sejam adiantados em alguns metros. O acerto dos freios vai de acordo com a preferência de cada piloto, que trabalha o equilíbrio de força de frenagem entre as rodas dianteiras e traseiras. Particularmente, o traçado de Londrina não é dos mais exigentes para os freios por ser considerado de média velocidade. O que será interessante de acompanhar é que, por causa desta nova configuração, poderemos ver mais ultrapassagens, porque os freios terão um papel maior nas manobras por causa do menor apoio aerodinâmico”.

    (André Brezolin, engenheiro de projeto, FRAS-LE & FREMAX)


    PROGRAMAÇÃO DA ETAPA:

    Sexta-feira, 11 de setembro

    11h35 – 11h50: Shakedown Stock Car

    13h00 – 13h30: 1º Treino Livre (Grupo 1) Stock Car

    13h40 – 14h10: 1º Treino Livre (Grupo 2) Stock Car


    Sábado, 12 de setembro

    08h00 – 08h30: 2º Treino Livre (Grupo 1) Stock Car (YouTube da Stock Car)

    08h40 – 09h10: 2º Treino Livre (Grupo 2) Stock Car

    11h15 – 11h50: CLASSIFICAÇÃO STOCK CAR (Transmissão ao vivo SporTV2)


    Domingo, 13 de setembro

    12h30: CORRIDA 1 – STOCK CAR (Transmissão ao vivo SporTV2)

    13h25: CORRIDA 2 – STOCK CAR (Transmissão ao vivo SporTV2)


    Vencedores até o momento na temporada:

    Goiânia: Ricardo Zonta e Rubens Barrichello

    São Paulo: Nelsinho Piquet e Ricardo Zonta


    Classificação do campeonato, após três etapas (Top-10):

    1. Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 82

    2. Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 78

    3. Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla), 71

    4. Ricardo Maurício (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 64

    5. Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 50

    6. Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), 50

    7. Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), 46

    8. Atila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 44

    9. Daniel Serra (Eurofarma-RC/Chevrolet Cruze), 42

    10. Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 41

  • Destaque 23/07/2020

    Stock Car: Fras-le e Fremax voltam às pistas na temporada 2020 aliando tecnologia e competitividade

    Ver mais

    O Campeonato Brasileiro de Stock Car e Stock Light dá a largada no calendário oficial de 2020 neste final de semana, em Goiânia (GO). E pela quinta temporada consecutiva, os carros da principal categoria automobilística do país são equipados com pastilhas de freio Fras-le e discos de freio Fremax. As marcas são fornecedoras oficiais dos componentes, desenvolvidos especialmente para a categoria, sendo um diferencial de competitividade e dinâmica das provas.


    Neste ano, a Stock Car apresenta dois novos carros a serem utilizados pelos pilotos. O renovado Chevrolet Cruze Stock Car e o estreante Toyota Corolla Stock Car, que entrarão na pista com novidades técnicas e visual baseado nos modelos de rua. Os discos e pastilhas de freio da Fremax e da Fras-le acompanham essa novidade, para garantir que as adaptações de carenagem e aerodinâmica dos veículos possibilitem o uso dos sistemas de freio em alta performance e na temperatura adequada. A companhia ainda presta assessoria técnica às equipes para garantir uma boa resposta dos componentes nas pistas. 


    Os produtos fornecidos pela Fras-le e pela Fremax para a Stock Car têm formulação específica para os veículos de competição, acompanhando as características de velocidade, temperatura e composição dos carros. Em média, por ano, cada equipe chega a utilizar cerca de 1 mil conjuntos de pastilhas e 400 conjuntos de discos de freio ao longo da temporada. 


    Em razão das restrições provocadas pela pandemia de Covid-19, a organização da Stock Car e da Stock Light adiou todas as etapas do primeiro semestre e agora retoma a temporada nos dias 25 e 26 de julho. As corridas serão realizadas com portões fechados, sem público, e contarão com um número restrito de profissionais envolvidos com as provas.


    Foto: Duda Bairros/Vicar
  • Destaque 05/06/2020

    Fras-le lança catálogo digital Auto Experts

    Ver mais

    A Fras-le apresenta uma nova ferramenta para o atendimento do mercado de reposição de autopeças. Está no ar o Auto Experts, catálogo digital que reúne os produtos das marcas Fras-le, Lonaflex, Controil e Fremax, com o objetivo principal de facilitar e agilizar a busca e a identificação dos produtos pelos distribuidores, varejistas, mecânicos e consumidores finais. Além disso, a ferramenta possibilidade fazer a pesquisa por tipo de veículo, produto ou montadora, e apresenta todas as opções de peças automotivas disponíveis, em cada uma das marcas da empresa. A navegação é amigável e responsiva aos usuários, independentemente de acesso via computador, tablet ou smartphone.


    “O conceito do novo catálogo foi desenvolvido para resolver ao máximo as demandas do mercado de reposição de autopeças. Com essa ferramenta tecnológica, queremos seguir na trilha da inovação, para proporcionar novas experiências de atendimento, com agilidade e assertividade”, ressalta o diretor comercial do Mercado de Reposição, Paulo Gomes.


    Com atualizações constantes sobre lançamentos, detalhamento técnico, fiscal e logístico de cada produto, o site tem integração dos dados de forma automática com os distribuidores por meio de API (sigla em inglês para Interface Avançada de Programação). Inicialmente, o Auto Experts está sendo lançado para o mercado brasileiro, com previsão de ampliação nos próximos meses para os mercados globais em que a Fras-le está inserida, iniciando pela América Latina e posteriormente Estados Unidos/Canadá, Europa, África, Oriente Médio, Ásia e Oceania.


    O Auto Experts é uma ferramenta viva, ganhando novas funcionalidades de forma gradativa, como a disponibilização de vídeos técnicos e informativos, e mecanismos para salvar e exportar dados pesquisados. Em breve, também será disponibilizado o aplicativo do catálogo. O site pode ser acessado pelo endereço: https://autoexperts.parts/

  • 20/03/2020

    Posicionamento oficial das Empresas Randon sobre o Coronavírus

    Ver mais

    A partir da próxima segunda-feira, 23 de março, as Empresas Randon adotarão regime de férias coletivas de 20 dias para o quadro de funcionários das unidades de negócio instaladas em Caxias do Sul (RS). A medida abrange a Randon Implementos, Randon Veículos, Fras-le, Jost, Master, Suspensys e Castertech. Na mesma data, as unidades da Randon Implementos em Linhares (ES), e na Argentina, além da Fremax, em Joinville (SC), também adotarão a medida. Já nas unidades da Randon Implementos de Chapecó (SC) e Araraquara (SP), as férias coletivas terão início no dia 30 de março. Nas demais unidades das empresas, localizadas em outras regiões, as definições poderão variar conforme a situação local. Banco Randon e Randon Consórcios mantêm regime de home office, já vigente.


    As Empresas Randon entendem que o momento é voltado exclusivamente para o cuidado e para o comprometimento com a prevenção da saúde de seus funcionários, familiares e comunidade. Esta medida complementa a série de iniciativas que vêm sendo tomadas pela empresa desde janeiro.


    A companhia permanece acompanhando o cenário para seguir com medidas efetivas e na velocidade necessária. Com isso, informações adicionais serão compartilhadas quando houver qualquer alteração. A empresa reforça que contará com plantões e contingente mínimo para situações emergenciais.


    Informações atualizadas em 19/03/2020, às 15h50.

  • 19/03/2020

    Posicionamento Empresas Randon sobre medidas de prevenção para auxiliar no combate ao Covid-19

    Ver mais

    As Empresas Randon, cientes do papel social e econômico que exercem nas comunidades onde atuam, trabalham em ações preventivas que auxiliam no combate à proliferação do Covid-19. Desde janeiro, quando os casos iniciaram na China, o tema começou a ser tratado, inclusive pelo fato de a Fras-le, uma das controladas das Empresas Randon, possuir unidade naquele país.


    A empresa entende que o momento é de cuidado e comprometimento com a saúde e o bem-estar de seus colaboradores e das comunidades em que estão presentes. Por isso, a partir desta quarta-feira, 18 de março, para as unidades localizadas no território brasileiro, começa a incluir novos procedimentos junto aos tantos que já vinham sendo adotados:


    Home office


    Já vem sendo usado como alternativa para funcionários que voltaram de viagens e estão em resguardo domiciliar. Agora, pode ser ampliado para as seguintes situações:

    - Pessoas com mais de 60 anos cuja função permita atuar remotamente.

    - Funcionários que não tenham com quem deixar os filhos – seja a mãe ou pai (no caso de a escola da criança ter parado). Os casos estão sendo avaliados um a um pelos gestores.


    Férias individuais


    Este critério será adotado quando não há possibilidade de o funcionário atuar em home office e ele estiver em pelo menos um dos grupos abaixo:


    - Acima de 60 anos, mesmo saudável.

    - Funcionários com filhos em idade escolar que não tenham com quem deixar as crianças, conforme avaliação do gestor – seja a mãe ou pai.


    Grupo sensível


    As Empresas Randon adotaram um grupo de risco um pouco mais amplo do que o que é orientado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), por entender que há outros públicos que precisam ser olhados com mais atenção. Este público tem as seguintes características:


    - Pessoas com mais de 60 anos, mesmo saudáveis.

    - Pessoas que sejam imunodeprimidas, asmáticas, hipertensas, cardíacas, diabéticas, fumantes, tenham câncer ou gestantes, independentemente da idade. Para estas, o que está indicado é que, havendo dúvidas, consultem seus médicos para avaliação – a empresa conta com serviço de saúde próprio disponível. A empresa seguirá as orientações médicas.


    A companhia segue com suas operações, atividades fabris e responsabilidades, contribuindo para que se mantenha a sustentabilidade econômica local e global, com o funcionamento de setores relevantes de toda a cadeia produtiva, como, por exemplo, indústrias de transporte, farmacêutica e alimentícia, assim como vem ocorrendo em outros países, que continuam com atividades fabris.


    As Empresas Randon esclarecem também as principais medidas tomadas desde janeiro em relação ao assunto:


    - Campanha preventiva contra infecções respiratórias;

    - Disponibilização de kit prevenção (álcool em gel, lenços descartáveis, máscaras) antes de viagens;

    - Envio de máscaras e termômetros para os colaboradores da China (caso da unidade da Fras-le na China);

    - Isolamento domiciliar aos profissionais que retornaram de viagens internacionais, ou de cidades brasileiras em que já existe transmissão comunitária, e acompanhamento médico conforme necessidade;

    - Cancelamento de viagens internacionais, medida estabelecida desde o início de março. As viagens nacionais e regionais estão restritas, principalmente nos casos de cidades em que há contágio comunitário;

    - Encontros presenciais, como reuniões e treinamentos, estão sendo substituídos por videoconferências;

    - Cancelamento ou postergação de eventos internos e externos realizados pelas empresas;

    - Aumento da oferta de álcool em gel para os colaboradores, principalmente em restaurantes, acessos e vestiários;

    - Reforço na higienização dos espaços compartilhados, como banheiros, vestiários, restaurantes e veículos de transporte de colaboradores;

    - Acesso restrito para visitas presenciais nas empresas;

    - Divulgação periódica de informações e orientações sobre a prevenção do Covid-19;

    - Antecipação da campanha de vacinação contra a Gripe H1N1, que, embora não previna o Covid-19, auxilia no diagnóstico correto.

     

    No caso de determinações das autoridades públicas, municipais ou estaduais, que exijam atuações diferentes, a empresa se adequará. O mesmo critério é utilizado, quando necessário, para unidades em outros países. 


    A empresa está sensibilizada e acompanhando, juntamente com equipes médicas, os colaboradores que apresentarem algum tipo de sintoma, bem como outros contextos que possam impactar suas equipes. Contam ainda com comitês destinados a estudar ações adicionais de precaução e que estão acompanhando o cenário para que medidas sejam tomadas de maneira efetiva e na velocidade necessária. 



    Atualizado dia 18/03/2020 às 13:30.

    Foto: Magrão Scalco

  • Destaque 29/11/2019

    Fras-le e Fremax conquistam prêmio Inova 2019

    Ver mais

    A Fras-le e a Fremax receberam ontem, quinta-feira (28/11), no Hotel Sheraton WTC, em São Paulo, o Prêmio Inova 2019. A Fras-le, já premiada em edições anteriores, como a Melhor Pastilha de Freio, repete a performance sendo escolhida novamente na Categoria Ouro. Da mesma forma, a Fremax figura como o melhor fabricante de Discos de Freio. As premiações foram recebidas por Marcelo Campos, gerente comercial, na oitava edição do estudo feito junto aos lojistas de autopeças de todo país, promovido pela Editora Novo Meio.


    Os resultados são da pesquisa realizada pela Ipsos, que aponta os fabricantes de autopeças que mais se destacaram no mercado de reposição, através da lembrança e da preferência de marca. São mais de 500 entrevistados constituídos de varejistas de componentes para veículos leves de todo o Brasil, entre proprietários e gerentes de lojas de autopeças e serviços.


    Foto: Eduardo Amorim

  • Destaque 31/05/2019

    Fremax e Fras-le no grid de largada da terceira etapa da Mercedes-Benz Challenge

    Ver mais

    A segurança e a alta tecnologia que certificam os discos de freio Fremax e as pastilhas de freio Fras-le poderão ser vistos mais uma vez nas pistas de competição dia 2 de junho, em Londrina (PR). Os produtos desenvolvidos nos laboratórios das próprias empresas e submetidos aos mais rigorosos testes no Centro Tecnológico Randon (CTR) estarão a bordo dos 24 carros que compõem o grid de largada das duas categorias da Mercedes-Benz Challenge 2019. O autódromo Ayrton Senna receberá a terceira etapa da competição na temporada, a partir das 11h22min.

       

    Em 2019, Fernando Júnior, com 31 pontos, na categoria CLA AMG Cup e Cláudio Simão, com 42, na C250 Cup, são os atuais líderes da Mercedes-Benz Challenge. A quarta etapa, que marcará exatamente a metade da temporada, está prevista para 14 de julho, em Curvelo (MG). 

        

    Presente em mais de 120 países, a Fras-le uniu-se em 2018 à Fremax, e desde então, duas das mais reconhecidas marcas de componentes para controle de movimentos do mundo estão juntas nas pistas e nos mais diversos tipos de terreno ou segmentos com um amplo portfólio de produtos. 

     

    Foto: Duda Bairros


  • Destaque 29/05/2019

    Fremax e Fras-le conquistam Prêmio Sindirepa – Os Melhores do Ano

    Ver mais

    A Fremax foi reconhecida na categoria Melhor Disco de Freio e a Fras-le na categoria Melhor Pastilha de Freio.


    A Fremax e a Fras-le estão entre os melhores fornecedores do Setor de Reparação Independente em 2018. Apontados pelos associados do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos (Sindirepa) de São Paulo, a Fremax recebeu a distinção ouro na categoria Melhor Disco de Freio e a Fras-le ficou como bronze na categoria Melhor Pastilha de Freio.  A iniciativa visa multiplicar os bons exemplos, gerando melhoria geral no atendimento às oficinas e na prestação de serviços aos clientes. 


    A cerimônia de entrega do “Prêmio Sindirepa – Os Melhores do Ano” foi realizada no Teatro Sesi – Sede da FIESP, na noite desta terça-feira, 28 de maio, e contou com a presença de 150 empresários da reparação, diretoria da entidade e lideranças setoriais. As distinções para ambas as empresas foram recebidas pelo coordenador de Vendas Reposição Brasil, Fábio Mendonça. 

     

    Sob controle da Fras-le desde 2018, a Fremax, há mais de 30 anos fabrica autopeças Premium reconhecidas pela qualidade e segurança nos mercados mais exigentes do mundo. Em um parque fabril de 25 mil m2 em Joinville (SC), a empresa pesquisa, desenvolve e manufatura seus produtos para veículos de passeio, utilitários e comerciais. Além da unidade produtiva em solo brasileiro, a Fremax conta com centros de distribuição estrategicamente localizados na Argentina e na Holanda, garantindo eficiência e agilidade nas entregas em todos os continentes. 

     

    Marca presente em mais de 120 países, a Fras-le é um dos cinco maiores fabricantes de materiais de fricção do mundo. Em 2019, completou 65 anos atendendo toda demanda internacional de maneira ágil e eficiente, graças à presença estratégica através de fábricas no Brasil, Estados Unidos, Argentina, Uruguai, China e Índia, Centros de Distribuição na Argentina, Colômbia, Europa e Estados Unidos e Operações Comerciais nos Estados Unidos, Colômbia, Chile, Europa, México, Emirados Árabes e África do Sul. A Fras-le investe em pesquisa e desenvolvimento para entregar segurança e alta tecnologia. 

     

    Créditos: Antranik Photos

  • Destaque 25/04/2019

    Fremax na Automec 2019

    Ver mais

    Com qualidade e segurança reconhecida por montadoras e certificação internacional, a Fremax investe no desenvolvimento de cubos de rodas.


    Sob controle da Fras-le desde 2018, a Fremax, há mais de 30 anos fabrica autopeças Premium reconhecidas pela qualidade e segurança nos mercados mais exigentes do mundo. A empresa pesquisa, desenvolve e manufatura seus produtos para veículos de passeio, utilitários e comerciais de pequeno porte em um parque fabril de 25 mil m2 em Joinville (SC). 

     

    O horizonte aponta para novos investimentos em cubos de rodas: linha a ser desenvolvida naquele que já é hoje o portfólio mais atualizado do mercado, com aproximadamente 400 part numbers em estoque. A ideia é aplicar neste produto a mesma filosofia de trabalho já adotada pela Companhia em discos e tambores.

     

    Além da unidade produtiva em solo brasileiro, a Fremax conta com centros de distribuição estrategicamente localizados na Argentina e na Holanda, garantindo eficiência e agilidade nas entregas em todos os continentes.   

     

    Sinônimo de segurança, qualidade e desempenho sob condições extremas, a Fremax fornece o disco de freio oficial e exclusivo da Stock Car Brasil, da Porsche GT3 Cup Brasil e da Mercedes-Benz Challenge, além da Sprint Race e da Old Stock. São as principais categorias do automobilismo sul-americano – um dos mais tradicionais e competitivos do mundo. 

     

    Os produtos Fremax também são homologados Renault, Mitsubishi Motors e Suzuki, entre outras, nas linhas de discos de freios e tambores de freios para as linhas de montagens e mercado de reposição. Além disso, os discos de freio da marca são os únicos do Brasil com eficiência e durabilidade atestadas pelo mercado da Europa com uma das mais rigorosas e cobiçadas certificações do mercado, ECE R90 II. 

  • 13/07/2018

    Fremax participa da Estonian Grand Prix 2018

    Ver mais

    No último final de semana, 30 de junho e 1º de julho, a FREMAX orgulhosamente participou do Grand Prix da Estônia 2018, etapa do campeonato da Zona Norte Européia para carros de turismo, realizado no autódromo Auto24ring na bela e ensolarada cidade de Pärnu, Estônia.

    A FREMAX teve a honra de ser patrocinadora Silver do evento e recebeu seus clientes comerciais dos Países Báltico além da Finlândia. Discos de freio FREMAX equiparam carros de seis pilotos com resultados brilhantes. Raimo Kulli (Porsche GT3, Estônia), Thomas Padovani (BMW Xtreme, Estônia) e J?nis Vanks (Hankook Trophy Nacional, Letônia) foram os mais rápidos e saíram vencedores em suas categorias, enquanto os pilotos finlandeses Juha Huhtala / Markus Grönthal ficaram em segundo no geral.

    Os pilotos da classe BMX Xtreme utilizam discos de freio FREMAX há mais de 3 anos. De acordo com o representante da equipe EST1 Racing, Raimo Kulli, as vitórias que tem conquistado e o sucesso são em parte devidos à qualidade superior dos produtos FREMAX.

    “A principal vantagem de dirigir com FREMAX é que a distância de frenagem é significativamente menor em comparação com outros discos de freio”, diz Raimo.

    "Minha equipe também está usando com sucesso discos de freio FREMAX na Porsche. Por exemplo, durante minhas corridas no último fim de semana em Pärnu, e na corrida de 24 horas na última temporada da minha equipe, foi novamente provado que FREMAX freio discos nos dão muito melhor durabilidade e eficiência do sistema de freio." mencionou Raimo.

  • 05/07/2018

    O processo de fabricação dos discos de freio de competição.

    Ver mais

    A Fremax é a fornecedora oficial de discos de freio das principais competições automobilísticas do Brasil. Para manter a qualidade e garantir a segurança dos pilotos, toda a empresa está envolvida no projeto dessa importante autopeça, é o que conta o nosso CEO Carlos André Birckholz, em entrevista exclusiva para a Revista Veloz. Bastidores da velocidade, processo de fabricação, futuros lançamentos e muito mais! Clique e confira a matéria completa.

  • 08/06/2018

    Parceria da Fremax com a Mercedes-Benz Challenge consolida nossa história de sucessos

    Ver mais
    Nós e a Mercedes Benz Challenge temos uma história de sucesso. Este ano completamos 15 anos fornecendo os discos de freio de todos os carros da competição. E a expectativa para essa nova temporada é a de seguir compartilhando momentos de emoção, junto aos nossos parceiros. Confira o depoimento completo do nosso CEO, sobre a competição clicando aqui.
  • 14/05/2018

    Fremax confirma presença na 9ª Autopar

    Ver mais

    A marca mais lembrada e mais comprada de 2017, no segmento de discos, líder na fabricação de discos e tambores de freio estará presente na Autopar 2018 - Feira de Fornecedores da Indústria Automotiva, de 6 a 9 de junho no Expotrade, em Pinhais/PR. Durante o evento, a Fremax apresentará as novidades em cubos de roda e pastilhas de freio, que, lançados há apenas um ano no mercado, fazem parte de um portfólio completo.

    Fabricante de autopeças premium, a marca oferece soluções completas para sistemas de freio, com mais de 2,3 mil itens entre discos, tambores, pastilhas de freio e cubos de roda, além de continuar em constante evolução. “Quem visitar nosso estande terá acesso às inovações tecnológicas que dispomos”, ressalta o CEO da empresa, Carlos André Birckholz.

    A Fremax também é a primeira indústria brasileira do setor a conquistar a certificação ECE R90 - II. Em vigor nos países europeus desde 2016, a regulamentação comprova a eficiência, funcionalidade e segurança de discos e tambores de freio comercializados no mercado de reposição.

    Há 15 anos, é fornecedora oficial e exclusiva de discos de freios da Stock Car. Além disso, para a versão brasileira da GT3 Cup, a Porsche também homologou a marca como fornecedora oficial e exclusiva da competição, oferecendo total apoio aos engenheiros na pista.

  • 22/02/2018

    Discos e tambores com certificação ECE-R90

    Ver mais

    Efetivo desde novembro de 2016, a regulamentação ECE R90, especifica alguns testes de desempenho e estruturais para discos e tambores de freio.

    A regulamentação ECE R90 obriga a teste de discos e tambores que são vendidos como peças pós-venda. Esta nova regulamentação está em vigor na Europa e nos países que compõem as Nações Unidas.

    Estas regras foram desenvolvidas para garantir que os discos e tambores utilizados como peças de substituição vão fornecer performances equivalentes às originais, em termos de funcionalidade, segurança e eficiência. Todos os produtos testados podem ser reconhecidos graças ao código de certificação fornecido pela empresa que certifica o produto.

    Para cumprirem os requisitos para esta certificação, os discos foram submetidos a testes extensivos, incluindo desempenho, comparação de fricção dinâmica, integridade de carga elevada e análise de fadiga térmica por um laboratório governamental aprovado na Europa.  

    Durante estes testes as dimensões, características geométricas, composição química e propriedades mecânicas dos discos são avaliadas em profundidade, para comprovar se são substitutos de alta qualidade para  OE e, portanto, são compatíveis com a certificação R90. 

    A conformidade da produção é auditada e a performance do disco é validada, como parte da homologação.

    Durante este período os discos foram submetidos a testes ECE R90 para verificar se são compatíveis com a legislação R90 e, portanto, se funcionam dentro dos parâmetros exigidos para as peças OE que se destinam a substituir. 

    Afinal, discos e tambores são componentes críticos para a segurança e por isso que todas as peças da Fremax são projetadas e validadas para oferecer os mesmos níveis de desempenho e durabilidade das peças OE. 

    Na indústria, no entanto, o mais importante para o consumidor fará com que seja mais difícil para as alternativas de menor qualidade chegarem ao mercado e comprometerem a segurança.

    “Tanto os nossos clientes como os consumidores finais terão agora uma garantia de qualidade”, Então, quando compram, podem fazer isso com confiança, sabendo que estão a receber a qualidade que conhecem e em que confiam, mas com o apoio adicional de um selo de aprovação da indústria. Isto é uma vitória para todos.

    Uma vez aprovado, o número ECE R90 será gravado no disco, assim como será detalhado na etiqueta da embalagem.

    “Estamos também a certificar discos para aplicações de veículos mais antigos que já fazem parte da nossa gama. Isto vai além dos requisitos legais, demonstrando o nosso compromisso inabalável com os mais altos padrões de qualidade.”

    Clique aqui para ver o certificado.

  • 06/02/2018

    Fremax é a marca favorita de discos de freio do Brasil!

    Ver mais

    Pelo segundo ano consecutivo, Fremax foi eleita pela CINAU/ Oficina Brasil como a marca de discos de freio mais lembrada e mais comprada.

    O prêmio consistiu em perguntar aos mecânicos do Brasil: “Quando você pensa em discos de freio, qual marca vem a sua cabeça?”. A escolha não poderia ser outra: discos de freio, tem que ser Fremax.

    Agradecemos a todos que escolhem e usam Fremax no seu trabalho e no seu dia a dia. Isso nos incentiva a fazer cada vez mais e melhor.

    Confira a pontuação clicando aqui.

  • 12/01/2018

    Revista Internacional publica matéria sobre a Fremax.

    Ver mais

    Não é novidade que o processo produtivo da Fremax é referência mundial. A fundição, fabricação, embalagem, transporte, armazenamento, distribuição e vendas, passa por rigorosos processos que tornam o Disco de Freio da Fremax o melhor do mercado. Toda essa qualidade acaba de render uma matéria exclusiva na revista Autopart Asia, onde nosso CEO, Carlos André Birckholz, conta um pouco sobre como funcionam os processos da empresa e por que o disco de freio Fremax é o único do Brasil com selo OEM e certificação das principais montadoras.

    Clique aqui e confira!

  • Destaque 15/05/2017

    Fremax apresenta nova linha de produtos na Automec 2017

    Ver mais

    Entre os dias 25 a 29 de abril, A Fremax participou da Automec, Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços que é o maior evento do setor na América Latina. A empresa foi um dos destaques da feira , onde fez o lançamento de duas novas linhas de produtos: pastilhas de freios e cubos de roda.

    Com um stand de 150 m², localizado no corredor central da São Paulo Expo, a Fremax recebeu a visita de milhares de parceiros e clientes durante os cinco dias de evento e apresentou as novidades ao público. Além de expor a marca, a participação na Automec foi uma oportunidade para prospectar novos negócios no mercado nacional e internacional.

    O público pode conhecer de perto os diferenciais da empresa que é líder no mercado de discos e tambores de freio e também foi escolhida a marca mais lembrada e comprada do segmento em 2016.

    Lançamentos

    Agora, o portfólio Fremax conta também com cubos de roda e pastilhas de freio. As pastilhas Fremax têm qualidade original e placa antirruído (shim) em toda a linha, garantindo frenagens mais confortáveis, eficientes e seguras. Testes realizados pelo laboratório LINK, colocaram a qualidade dos fabricantes de pastilhas de freio à prova, em diferentes situações de temperatura, velocidade e pressão. O resultado comprovou que as pastilhas de freio Fremax apresentam a menor variação do coeficiente de atrito. Já os cubos de rodas são fabricados em aço forjado, inclusive os de 1ª geração, garantindo excelência e durabilidade. Todas as peças são desenvolvidas com tecnologias exclusivas e qualidade de alto padrão, além de garantia e durabilidade Fremax.

    Confira a entrevista que o Diretor/Presidente da Fremax, Carlos André Birckholz, concedeu para Oficina Brasil durante a feira:


    Clique aqui e confira algumas fotos do evento.

    Sobre a Fremax

    Com um parque fabril de 25 mil m localizado em Joinville, SC, a Fremax está presente em mais de 50 países e tem centros de distribuição em locais estratégicos na Holanda e Argentina. Essa estrutura logística garante uma entrega mais rápida e eficiente em todos os continentes. Além disso, toda a frota da Fremax é rastreada via satélite para garantir segurança completa na entrega.

    Líder latino-americana na produção e comercialização de discos e tambores de freios, a empresa também tem todos os processos certificados com a ISO 9001 e ISOTS 16949 e homologados pela OEM (Original Equipment Manufacturer).  Seus discos de freio ainda foram escolhidos como a marca mais lembrada e comprada em 2016 segundo a pesquisa Marcas Preferidas, realizada pela CINAU/Oficina Brasil. 

  • Destaque 29/03/2017

    Fremax com grandes novidades para a feira Automec, em São Paulo

    Ver mais

    Entre os dias 25 e 29 de abril a Fremax estará na Automec, a maior feira automotiva do país, para apresentar os destaques do seu portfólio e trazer novidades exclusivas.


    Realizada a cada dois anos em São Paulo, a feira reúne as principais fabricantes de autopeças do Brasil e do mundo. E é claro que a Fremax, escolhida a marca de discos de freio mais lembrada e mais comprada de 2016, não poderia ficar de fora!


    Com um stand de 150m, pensado para acolher bem todos os visitantes, a Fremax se destaca e reúne novidades que irão movimentar o mercado de autopeças.

    Confira os destaques da Fremax para a Automec 2017.


    Novas linhas de produto: cubos de roda e pastilhas de freio Fremax.

    Fabricadas com diferenciais exclusivos, processos de fabricação inovadores e padrão de qualidade superior, as linhas prometem ser um dos destaques da feira.


    Estátua oficial em homenagem a Ayrton Senna.

    Idealizadas especialmente pela mãe do piloto em homenagem aos 25 anos do seu tricampeonato na F1, apenas 11 estátuas foram desenvolvidas. E agora você pode conferir o projeto pessoalmente em nosso stand.


    Salas de reuniões, lounge e bar.

    Um local aconchegante, desenvolvido para possibilitar conversas, negociações e tirar suas dúvidas com uma equipe altamente capacitada. Tudo para que você possa sentir-se em casa. Relaxe, aproveite e conheça mais sobre a Fremax.


    Se interessou? Visite nosso stand na Automec e conheça em primeira mão essas e outras novidades. Esperamos você.


    Saiba mais sobre a Automec aqui:
    http://www.automecfeira.com.br/pt/

  • Destaque 15/02/2017

    Somos a marca de discos de freios mais comprada e lembrada em 2016

    Ver mais

    Estamos sempre em busca do melhor. É por isso que, há mais de 30 anos, investimos em inovação e tecnologia para produzir autopeças com máxima qualidade.


    O investimento trouxe resultado: Os Discos de Freio Fremax alcançaram o 1º lugar nas categorias de marca mais lembrada e marca mais comprada em 2016.

    O estudo de Marcas Preferidas de 2016 foi realizada pela CINAU / Oficina Brasil.


    Conheça mais sobre a premiação aqui: http://www.oficinabrasil.com.br/noticia/mercado-cinau/pesquisa-revela-quais-as-marcas-mais-queridas-mais-lembradas-e-mais-compradas-nas-oficinas

  • Destaque 31/01/2017

    Fremax na Feira Automechanika Jeddah

    Ver mais

    Iniciamos o ano com uma ótima novidade: a Fremax está presente na feira Automechanika Jeddah 2017, na Arábia Saudita, para apresentar seus principais produtos e tecnologias.


    O evento acontece entre os dias 31 de janeiro a 02 de fevereiro de 2017, sendo um dos encontros mais importantes do mercado de autopeças do mundo.


    Fremax. Fazer o melhor. Isso é o que nos move.

  • Destaque 16/11/2016

    Fremax na Automechanika Buenos Aires

    Ver mais

    Entre os dias 9 e 12 de Novembro de 2016, a Fremax Argentina participou da Automechanika Buenos Aires, um dos eventos mais importantes do mercado de autopeças da América Latina.


    Com uma área de mais de 30.000m2 e mais de 350 expositores de todo o mundo, a feira recebeu uma grande quantidade de visitantes uma vez que o contexto político e econômico do país gera um grande otimismo para o setor de autopeças.


    A Fremax, que possui uma participação expressiva no mercado argentino, além de apresentar suas novidades ao mercado, aproveitou a oportunidade para reunir seus distribuidores para comemorar seus 25 anos de presença contínua no país.


  • Destaque 07/11/2016

    Fremax na Feira AAPEX 2016

    Ver mais

    Entre os dias 01 e 04/11 aconteceu a Feira AAPEX no Sands Expo & Convention Center, em Las Vegas. Um dos mais importantes eventos no calendário do mercado de reposição automotiva mundial, a feira reuniu mais de 2.000 empresas, entre elas a Fremax, que mais uma vez esteve presente e apresentou seu amplo portfólio de produtos, lançamentos e todos seus diferenciais mundialmente reconhecidos.